Viagem e dieta: 7 dicas para manter o equílibrio

Você vai tirar umas férias, ou é chamado(a) para trabalhar uma semana fora da sua cidade. Nada mais justo que viajar e ainda descansar para voltar renovado(a), não é mesmo? Bem, nessas horas, logo vem a pergunta: e agora como equilibrar viagem e dieta?

Calma! É lógico que estar fora de casa e longe das rotinas dificulta um pouco a dieta, porém, existem algumas dicas para evitar tentações. Você verá que viagem e dieta combinam!

Vamos às dicas:

#1- Vai de carro, ônibus ou avião?

O primeiro passo para manter o equilíbrio entre viagem e dieta, começa antes de chegar ao seu destino. Seu preparo deve começar antes mesmo de pegar a “estrada”. Se for de avião, já sabe:  não são oferecidos lanches e/ou bebidas saudáveis, eu diria. O menu tem refrigerantes, bolos, massas, doces, entre outros. Para esse caso, dependendo do vôo, não se pode levar alguns alimentos, então a dica é levar castanhas, barrinhas proteicas, mix de frutas secas. Se for de carro ou ônibus, convém carregar além disso,  frutas, bolo integral ou o chamado bolo “Fit”, que é uma excelente ideia. Lembrando que, as frutas secas e castanhas também são excelentes lanches para se ter na bolsa ou mochila, durante a viagem toda.

castanhas, dieta e viagens

#2- All Inclusive: cuidado!

Se ficar em hotéis all inclusive, cuidado! Os serviços desse estilo oferecem verdadeiras tentações, difíceis de resistir (principalmente no café da manhã), como bolos, doces, vários tipos de pães, leite integral com achocolatado entre outros. Neste caso, opte por sucos integrais, ovos cozidos ou mexidos, frutas, iogurtes naturais, cereais integrais, como por exemplo aveia e linhaça – facilmente encontrados em hotéis, assim tendo todos os nutrientes essenciais garantindo a energia necessária do dia. Nas refeições, mantenha o equilíbrio, opte por saladas, legumes e uma fonte de proteína – aves, peixes, ou carnes vermelhas magras. Para beber, sucos naturais.

guloseimas, dieta e viagem

#3- Bebidas alcoólicas: sempre com moderação!

Após chegar, fazer o check-in no hotel e sair para curtir o destino, muito cuidado com os exageros, inclusive com as bebidas alcoólicas.

Você ainda tem aquela dúvida: bebida alcoólica engorda? Ou qual é pior: cerveja ou caipirinha?

Muito cuidado com essas bebidas, pois você pode estragar toda sua dieta. Cada grama de álcool contém, em média, 9 calorias (assim como 1 grama de gordura contém 9 calorias).

A cerveja contém menos álcool, assim menos calorias que as bebidas destiladas em geral, porém, há dois pontos que precisam de cuidados: a quantidade e o acompanhamento da bebida que será ingerida.

O segredo está na quantidade que você bebe. O vinho, por exemplo, comprovadamente, em doses baixas como uma taça por dia, tem muitos benefícios e pode ser apreciado. Mas lembre-se: tem álcool, e portanto, calorias!

A dica também é que as bebidas alcóolicas nunca sejam associadas a outro carboidrato simples, como por exemplo, a batata frita, mandioca e o pão, mesmo sabendo que “uma coisa puxa a outra”. E é claro, lá vai a frase famosa: sempre aprecie com moderação! Lembre-se a meta é equilibrar diversão na viagem e dieta.

#4- O local que você se hospeda pode facilitar sua dieta

Se preferir alugar um apartamento ou uma casa,  que são opções muitas vezes mais baratas de estadia, a manutenção da dieta pode ser facilitada, porque permite que a programação da dieta permaneça como se estivesse em casa. 

É possível que uma compra no supermercado no início da estadia permita preparar refeições mais leves e saudáveis “em casa”. Em todos os lugares é possível se comprar frutas e legumes. Sanduíches leves e naturais podem ser preparados e levados nos passeios, por exemplo, ou comidos no jantar. Preparar refeições com ingredientes locais e frescos é uma opção saudável e uma experiência diferente.

sanduiche, dieta e viagem

#5- Comer de 3 em 3 horas 

Outra dica importante, é lembrar sempre que devemos comer de três em três horas.  A ideia é manter a viagem e dieta sempre em ordem. Por isso, principalmente em viagens, é sempre bom carregar na bolsa (ou mochila), além de uma garrafa de água, opções saudáveis, fáceis e práticas, como por exemplo: frutas, castanhas, frutas secas, e por que não um suplemento proteico, afinal estes são importantes nestas horas difíceis de realizar boa alimentação e assim, evita-se o consumo de fast-foods.

Aliás, fast-foods são verdadeiros “estraga-dieta”. Se você está realmente precisando perder peso, tome cuidado com eles. São mais baratos, deliciosos e muito calóricos, além de gordurosos e pouco nutritivos. Isso não quer dizer que você está proibido de comer um verdadeiro hambúrger americano…

#6- O que vale é a experiência!

Se o destino for uma cidade turística que ofereça pratos típicos, culinárias e especiarias diferentes, não se desespere! Aprecie com moderação.

Não é esta refeição que vai arruinar o controle da balança. Imagine um acarajé, um pão de queijo mineiro quentinho, um croissant … são muitas calorias mas merecem ser apreciados, e que tal dividir com seu companheiro de viagem? Em seguida, faça um controle do que vai comer no dia.

A dica é: planeje seus passeios e também sua alimentação. Substitua, coma menos na refeição seguinte, não exagere, e assim você aproveita o máximo!

#7- Que tal um pique-nique?

Picnic na viagem

Ou um “convescote”, não importa o nome, aproveite também espaços livres e pontos turísticos para prestigiar uma boa caminhada ao ar livre, ou oportunidades que a cidade ofereça para se manter em movimento. Compre frutas, sanduíches leves e naturais, e faça um pique-nique num parque.  Garanto que é um programa divertido e saudável.

Muitas cidades, grandes ou pequenas dispõe de áreas verdes em longos espaços que permitem a você passar horas agradáveis, além de lhe render belas fotos!

Lembre-se, alimentação leve e saudável e exercícios físicos são estilos de vida, hábitos e por isso podem ser praticados em qualquer lugar. Você pode continuar a praticá-los mesmo nas suas viagens! Aliás, praticar esportes fora da sua cidade pode ser ainda mais divertido e diferente! Imagine uma corrida matinal no Central Park em Nova Iorque…

Equilibrar viagem e dieta é totalmente possível!

Cuide-se sempre, boa viajem e seja feliz!

Sobre o autor

Guilherme Bezerra é Nutricionista e Personal Trainer. Seu trabalho é orientar as pessoas nos hábitos de vida saudáveis. Recomenda: comer bem, praticar exercícios e viajar regularmente.

Relacionados